sábado, 29 de maio de 2010

Três anos sem RCTV

Completou nesta quinta-feira, 27 de maio, três anos que o canal venezuelano RCTV foi fechado pelo governo daquele país. Em nota a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) solicita às autoridades locais a reabertura da emissora, além de uma visita por parte da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), órgão vinculado à Organização dos Estados Americanos (OEA), para investigar supostas violações de direitos humanos.

A emissora é de oposição ao governo do presidente Hugo Chávez. Desde seu fechamento, a RCTV tem sobrevivido transmitindo suas programações a cabo pelo canal internacional. Mas, no dia 23 de janeiro deste ano, numa tentativa de acabar de vez com o canal, a Comissão Nacional de Telecomunicações (CONATEL) decretou que as operadoras de TV por assinatura suspendessem o sinal do canal, alegando que a mesma era nacional, por transmitir mais de 70% de programação local, baseando-se na Lei de Responsabilidade Social de Rádio e Televisão. Alguns conteúdos produzidos pela RCTV são transmitidos por outros canais a cabo por meio de parcerias.

Outro canal aberto que está na lista negra do governo é a Globovisión, também de oposição a Chávez, cujo presidente da empresa, Guillermo Zuloaga, responde a vários processos judiciais por supostos crimes de fraude, de acordo com o Ministério Público, e também está proibido de deixar o país, tendo de se apresentar periodicamente às autoridades.

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics