domingo, 11 de julho de 2010

18/07: Dia de Nelson Mandela

A data coincide com o aniversário do ativista sul-africano que completará 92 anos

No próximo domingo, 18 de julho, é o Dia Internacional de Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul. A data foi escolhida em novembro do ano passado pela Organização Mundial das Nações Unidas (Onu), pela luta do ex-líder sul-africano em combater o “Apartheid”, um regime que não dava direitos políticos à população negra do país.

Foto: ONU/Divulgação
Sobre o Apartheid

Este regime surgiu na década de quarenta e terminou em 1994. Os negros, por exemplo, não podiam se casar com brancos ou comprar terras.

Em 1946, a Índia solicitou à Onu que incluísse sua gente na lista entre os discriminados pelo Apartheid, já que vários indianos viviam no país e tinham o mesmo trato que os negros.

Em 1960, ocorreu um massacre, no qual 69 pessoas foram assassinadas, entre elas adultos e crianças, 200 ficaram feridas e 18 mil foram detidas. O país decretou estado de emergência.

Em 1963, as Nações Unidas pediram à comunidade internacional para não vender petróleo, armamentos e veículos militares aos sul-africanos, no intuito de combater o regime em que só os brancos tinham poder. Em 1977, o boicote ao país foi obrigatório.


Em 1984, o Conselho de Segurança da Onu declarou que a lei racista não tinha nenhum valor.

Em 1989, as Nações Unidas emitiu uma declaração sobre as más consequências do regime, e pedia negociar o fim do mesmo.

Em 1992, Mandela solicitou que a Onu enviasse um grupo de observadores ao seu país, por receio de que as negociações fracassassem.

Em 1993, as Nações Unidas pediram aos demais países que reestabelecessem as negociações com os sul-africanos.

Vida de Nelson Mandela

Nelson Rolihlahla Mandela nasceu em 18 de julho de 1918, en Mvezo, na África do Sul, e foi um ativista político e o principal responsável pelo fim da segregação social, na qual havia divisão da população em brancos, negros e indianos.

Em 1944, se filia ao Congresso Nacional Africano (ANC, sigla em inglês), um movimento de oposição ao Apartheid. Neste mesmo ano, ajuda a fundar a liga nacional juvenil deste congresso.

Em 1952, incita a rebeldia em massa contra as leis injustas.

Em 1956, Mandela é acusado de traição pelas autoridades.

Em 1962, fez uma viagem para nações do continente africano e Europa, por isso foi condenado a cinco anos de prisão, por ter saído ilegalmente do país, e ter incitado à greve.

Dois anos depois, foi condenado à prisão perpétua, sendo libertado apenas em 1990.

Em 1993, recebeu o Prêmio Nobel da Paz pela luta da igualdade racial.

Em 1994, quando o Apartheid foi derrubado, houve eleição livre e Mandela se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul.

Em 2010, completa 92 anos e pôde assistir a realização da Copa do Mundo em seu país.

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics