quinta-feira, 10 de março de 2011

Dalai Lama pretende deixar política tibetana

O líder espiritual Dalai Lama pretende renunciar a liderança política que exerce no Tibete. A declaração foi feita nesta quinta-feira (10/3), data que marca o 52° aniversário da Revolta Tibetana.

“Meu desejo de devolver a autoridade não tem nada a ver com o meu desejo de fugir da responsabilidade”, afirma o líder do budismo tibetano.

A proposta para sugerir eleições livre, na região que é alvo de disputa entre os tibetanos e o governo chinês – desde 1959 –, será formalizada na próxima segunda-feira (14), durante a 14ª Sessão do Parlamento Tibetano em Exílio.

O prêmio Nobel da Paz, que vive exilado na Índia desde a revolta, elogiou a emergente China, mas ressaltou que ainda é preciso liberdade de expressão e de imprensa no país. Ele também tem acompanhado com atenção os protestos ocorridos no Oriente Médio.

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics