terça-feira, 29 de março de 2011

Ex-vice-presidente José Alencar perde batalha contra o câncer


Informação atualizada em 29/03/2011, às 23h27

Velório será em Brasília, no Palácio do Planalto

Imagem: Presidência da República/Divulgação

José Alencar recebendo medalha, em São Paulo.
Após quase 14 anos de luta contra um câncer na região do Abdômen, morreu, como herói, nesta terça-feira (29/3), às 14h41, o ex-vice-presidente José Alencar, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A causa da morte foi a doença em si, além de falência múltipla dos órgãos.

O político chegou a ser reinternado ontem (28), às 13h20, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), apresentando obstrução intestinal em condições críticas, de acordo com os médicos.

Em nota, o atual vice-presidente, Michel Temer – que está assumindo a Presidência temporariamente, por causa da viagem da mandatária, Dilma Rousseff, a Portugal – disse que José Alencar “foi um exemplo de luta, perseverança e superação para todos os brasileiros” e que “mesmo nos momentos de maior sofrimento pessoal, transmitia otimismo permanente e fé inquebrantável”.

“A perda de José Alencar é imensa devido à grande estatura que ele alcançou durante sua vida, seja como empresário, seja como político. Sempre de forma irreparável e exemplar. Lamento profundamente a morte desse mineiro que não conhecia fronteiras e acreditou sempre no Brasil”, concluiu Temer.

A líder brasileira está em Coimbra, Portugal, participando da homenagem ao seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, que receberá, nesta quarta-feira (30), o título “doutor honoris causa”, pela ampla difusão das culturas de língua portuguesa pelo mundo, por exemplo, a criação da Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira), no Ceará. Dilma e Lula voltarão a Brasília amanhã (30), para participar do velório ao mineiro, no Palácio do Planalto.

O velório estará aberto ao público das 10h30 às 23h30, mas na manhã de quinta-feira (31), o corpo seguirá para Belo Horizonte, Minas Gerais, onde será enterrado.

A morte do político está no momento entre os assuntos mais citados no Twitter, já repercutindo em todo o país.

Em janeiro deste ano, durante as comemorações pelo aniversário de 457 anos da cidade de São Paulo, o ex-vice-presidente mineiro recebeu dessa Prefeitura a medalha “25 de Janeiro” (foto), por bons serviços prestados na região, a qual foi entregue pela presidenta Dilma Rousseff.

 O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, também lamentou o falecimento e disse que Alencar “foi um homem pobre que se emancipou menor de idade para ir trabalhar, criou uma multinacional brasileira e se tornou um empresário de sucesso que conquistou riqueza, distribuiu renda, gerou milhares de empregos, e chegou à Vice-Presidência da República”.

José Alencar foi um empresário bem-sucedido, especialmente no ramo de tecidos, com a Coteminas. Nasceu em 17 de março de 1931, em Muriaé (MG). Já foi senador por seu estado (1998 a 2002), ministro da Defesa (2004 a 2006), e vice de Lula, durante seus dois governos (2003 a 2010).

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics