quarta-feira, 1 de junho de 2011

Brasil faz as pazes com Honduras

Nação centro-americana voltou a fazer parte da OEA.

Três dias depois de o ex-presidente de Honduras, José Manuel Zelaya, regressar ao país, após ter ficado exilado por quase dois anos na República Dominicana, o governo brasileiro decidiu fazer as pazes com aquele país, na última terça-feira (31/5). O fato ainda não foi divulgado pelo Itamaraty, mas já está sendo comemorado pelo atual governo de lá, o de Porfírio Lobo, que venceu as eleições, que ocorreram no final daquele ano. O novo embaixador brasileiro em Tegucigalpa se chama Félix Krunchenc.

“A decisão do governo brasileiro vem selar definitivamente a relação entre dois países irmãos, que teve êxito e sucesso para os povos de ambas as nações”, destacou as autoridades hondurenhas.

Brasília se antecipou à decisão da Organização dos Estados Americanos (OEA) de se entender com aquele país. Hoje (1/6), Honduras foi reintegrada ao bloco continental. Foram 32 votos a favor, sendo que o da Venezuela foi com ressalvas, e um contra, do Equador, de acordo com o jornal “La Prensa”.

Durante seu discurso, o chanceler venezuelano, Nicolás Maduros, destacou a participação do Brasil na crise, ao acolher Zelaya, que em setembro de 2009 teria voltado escondido a Honduras e pedido asilo político. Na ocasião - no governo Lula - o embaixador brasileiro tinha sido retirado daquela nação em protesto ao golpe.

Em fevereiro passado, a presidenta Dilma Rousseff teria dito ao secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, no Palácio do Planalto, que só reconheceria a nova administração centro-americana se os direitos constitucionais do ex-mandatário fossem devolvidos.

Leia também:



Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics