sábado, 18 de junho de 2011

Rio realizará maior casamento coletivo gay do mundo

A cidade já é reconhecida como destino LGBT

O reconhecimento da união civil entre pessoas do mesmo sexo no Brasil

A cidade do Rio de Janeiro – eleita o destino gay mais sexy do planeta, no ano passado – estará realizando o maior casamento coletivo do mundo entre pessoas do mesmo sexo, às 16h, da próxima quarta-feira (22/6). A cerimônia ocorrerá na Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), no 7° andar do prédio da Central do Brasil, no centro. Ao todo serão 50 casais, sendo que dois terços são de lésbicas.

As uniões civis serão registradas pelo 6° Ofício de notas e oficializadas pelo ex-desembargador Siro Darlan. Haverá uma equipe do Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública para isentar os casais que alegarem, que não podem pagar arcar com as despesas do cartório.

Cada casal poderá levar até cinco convidados. Ao término do casório haverá um coquetel. Os padrinhos dos noivos serão os secretários de meio ambiente, Carlos Minc, e de cultura, Adriana Rattes.

Os casais homossexuais que tiverem interessados em oficializar a união, poderão solicitar a ficha de inscrição pelo e-mail superdir@social.rj.gov.br ou pelo Disque Cidadania LGBT 0800-0234567, de acordo com o superintendente e coordenador do Programa Estadual Rio sem Homofobia, Cláudio Nascimento, que também oficializará sua união com seu parceiro, João Silva.

A partir do segundo semestre deste ano poderão haver novos casórios coletivos em outras regiões do estado, destacam as autoridades.

A oficialização da união civil entre pessoas do mesmo sexo ocorre no mês seguinte após a aprovação unânime – de 10 votos – pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Com isso, os casais podem: declarar seus companheiros como dependentes, junto à Receita Federal e em planos de saúde, por exemplo; terão direito à licença permitida por lei a recém-casados, à pensão alimentícia em caso de separação judicial e à pensão do INSS em caso de morte do(a) companheiro(a).

Casamento homossexual na América Latina

Com a aprovação do matrimônio homossexual pelo STF, o Brasil segue os mesmos passos que a Argentina, que em julho do ano passado fez o mesmo. Na ocasião, a Secretaria de Turismo do México chegou a oferecer uma viagem a Cancun, como presente de lua-de-mel, para o primeiro casal que formalizasse a união em Buenos Aires. Tudo isso, na tentativa de promover o turismo gay no país.

A formalização dos laços entre pessoas do mesmo sexo marca uma nova fase de enfrentamento à homofobia no Brasil, ao permitir que gays e lésbicas tenham os mesmos direitos civis que casais heterossexuais.

O Rio já é conhecido como cidade gay

O reconhecimento do Rio como “cidade gay” já não é de hoje: em 2009, a capital já tinha sido eleita como o melhor ponto turístico LGBT, após concorrer com Barcelona (Espanha), Buenos Aires (Argentina), Londres (Inglaterra), Montreal (Canadá) e Sidney (Austrália).

Leia também:

O Rio é "arco-íris"

Argentina aprovou lei de casamento entre homossexuais

México incentiva casamento gay na Argentina

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics