terça-feira, 28 de junho de 2011

Sites do governo teriam sofrido 25 ataques, diz Serpro

25: esse é o número de ataques que os sites da Presidência (Planalto.gov.br e Brasil.gov.br) e o da Receita Federal (Receita.fazenda.gov.br) teria sofrido, apenas entre os dias 22 e 26 deste mês, de acordo com o Serviço de Processamento de Dados da Presidência (Serpro).

A primeira ocorrência de tentativa de invasões por hackers – de mais de mil origens diferentes – aos portais do governo federal teria ocorrido na quarta-feira passada (22), por volta da 0h30. De 0h30 a 3h foram mais de dois bilhões de acesso.

Os dados divulgados pelos hackers seriam informações públicas disponibilizadas nos próprios portais, destacou o Serpro, que acrescentou que não houve vazamento de dados.

Quanto aos ataques às páginas de alguns ministérios, como o do Esporte, e demais órgãos governamentais, o Serpro disse que as mesmas não estão sob sua responsabilidade.

Enfrentando o problema

As páginas afetadas terão seus Protocolos de Internet – atualmente na versão IPv4 – atualizado para a nova versão IPv6, o que permitirá maior identificação dos computadores usados para os ataques.

Os dados coletados durante os ataques foram encaminhados para serem investigados pela Polícia Federal e pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Os hackers se justificam

O grupo de hackers denominado “LulzSecBrasil” tentou justificar os ataques numa suposta luta por um mundo “livre, sem opressão e pobreza”, e ainda estaria organizando uma manifestação contra a “corrupção no Brasil”, em diversos pontos do país. No estado do Rio de Janeiro, por exemplo, no município de Petrópolis, no próximo dia 2 de julho. Em São Paulo, próximo ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista.

Em seu perfil oficial no Twitter (@LulzSecBrasil), o grupo confirma que seus alvos teriam sido apenas os dois portais da Presidência, o do Ministério do Esporte e o da Petrobras.

Série de ataques

Considerado o maior ataque da história do governo brasileiro, as ações teriam sido provocadas por diferentes grupos. No site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quem assumiu a autoria foi o grupo “FIREH4CK3R”.

No início da madrugada do da última quinta-feira (24), as páginas da Receita Federal, do Ministério do Esporte e os dois da Presidência estavam inacessíveis, ficando assim por boa parte da manhã, pelo menos.

Leia também:




Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics