domingo, 2 de outubro de 2011

África do Sul não concede visto a Dalai Lama para não gerar mal-estar com a China, diz HRW

Informação atualizada em 03/10/2011, à 0h11

Já não é a primeira vez que isso ocorre ao líder tibetano no país de Mandela

A ONG Human Rights Watch (HRW) está criticando o governo da África do Sul, por não ter concedido visto ao Dalai Lama, para que ele pudesse fazer uma palestra na Universidade de Cabo e participar das comemorações do aniversário de 80 anos do arcebispo Desmond Tutu, no próximo dia 7. De acordo com a entidade dos direitos humanos, na última quinta-feira (29/9), o motivo seria o medo de gerar um descontentamento junto aos chineses.

O pedido para visitar o país teria sido feito desde junho à Alta Comissão Sul-Africana, na capital indiana de Nova Déli. Depois de dois meses de atrasos e obstruções burocráticas, representantes do líder tibetano foram orientados a fazê-lo junto às autoridades africanas, o que ocorreu no dia 20 de setembro.

A HRW denuncia que não é a primeira vez que o Dalai Lama tem seu visto negado pelo país de Nelson Mandela. Em 2009, teria acontecido o mesmo. A ONG acrescenta que o líder tibetano também teria apoiado as lutas da África do Sul, que vivia sob o Apartheid. E que negar isso, seria o mesmo que fazê-lo com a própria história.

Em seu site, o arcebispo, que é Prêmio Nobel da Paz de 1984, critica o governo pelo silêncio, e pede que permitam a visita do colega. À imprensa local, Desmond Tutu teria dito não estar muito esperançoso, ao acrescentar que seu presente de aniversário provavelmente será "não ter o Dalai Lama" em sua comemoração.

A decisão do governo sul-africano coincide com a visita oficial que seu presidente, Kgalema Motlanthe, fez na semana passada a Pequim, com o fechamento de acordos para exportação de carnes, vinhos, cereais, plásticos, bombas de mineração, dutos de combustíveis, entre outros produtos, para o mercado asiático.

Países como Rússia, Coréia do Sul e Nova Zelândia já teriam negado vistos ao líder religioso. Recentemente, ele esteve no Brasil, Canadá, Estônia, Finlândia, México e Estados Unidos. Pelo menos na nação sul-americana, não foi recebido por nenhuma autoridade.

África do Sul e China estão juntos em pelo menos dois blocos econômicos de países em desenvolvimento: o Brics (que inclui Brasil, Rússia e a Índia) e o G-5 (que inclui Brasil, México e Índia).

Leia também:

Dalai Lama cancela visto e não vai mais à África do Sul

África do Sul nega visto ao Dalai Lama. Por medo ou preconceito?

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics