quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Orlando Silva não agüenta pressão e deixa o Ministério do Esporte

Orlando Silva é o sexto ministro a deixar o cargo apenas no primeiro mandato de Dilma Rousseff

O ministro do Esporte, Orlando Silva (PC do B), não agüentou a pressão que vinha sofrendo nos últimos dias da oposição, e renunciou ao cargo nesta quarta-feira (26/10). Ele estava na pasta desde 2006, durante o governo Lula.

Recentemente, a revista Veja publicou a reportagem de um suposto envolvimento do agora ex-ministro em um esquema de repasses de verbas à ONGs de fachadas, montado pelo PC do B. As ONGs receberiam o dinheiro e teriam de pagar uma taxa de até 20% dos convênios do programa Segundo Tempo. A denúncia teria sido feita pelo policial militar e militante partidário João Dias Ferreira, que acusou Orlando Silva de ter recebido, na garagem do Ministério, uma caixa de papelão cheia de notas de R$ 50 e R$ 100.

Quando a matéria foi publicada pela Veja, a presidenta Dilma Rousseff estava de visita oficial a Angola. E na ocasião, teria demonstrado acreditar na inocência de sue ministro.

Na quinta-feira passada (20), o partido fez uma propaganda gratuita (vídeo) defendendo a própria honra e a do agora ex-ministro, e afirmou que as acusações seriam mentirosas. O PC do B fez um apelo à sociedade pelos seus 90 anos de história, e Orlando Silva, aos preparativos da Copa do Mundo.

Vídeo: PC do B/YouTube/Reprodução


Partido fala dos seus 90 anos de atuação

Nesta terça-feira (25), dezenas de pessoas de diversos seguimentos sociais assinaram um manifesto político em apoio ao partido.

Orlando Silva já é o sexto ministro demitido nos dez meses de governo da presidenta Dilma Rousseff. Cinco deles deixaram o cargo por supostos esquemas de corrupção: Antonio Palocci (Casa Civil), em junho; Alfredo Nascimento (Transportes), em julho; Wagner Rossi (Agricultura), em agosto; Pedro Novais (Turismo), em setembro; e agora, Orlando Silva. Apenas um saiu com a imagem limpa: Nelson Jobim (Defesa), em agosto, por ter feito críticas ao atual governo.

Leia também:

Dilma tem ‘dedo podre’ para escolher ministros

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics