domingo, 4 de março de 2012

Vendedores de mate e polvilho agora são Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro

Imagem: PCRJ/Beth Santos
sob licença Creative Commons

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (foto), tornou, neste domingo (4/3), os vendedores ambulantes de mate e polvilho Patrimônio Cultural da cidade. O anúncio foi feito na Praia do Leme, ao lado do subsecretário de Patrimônio Cultural, Intervenção Urbana, Arquitetura e Design, Washington Farjado.

Os ambulantes terão de se cadastrar para receberem o alvará que lhes permite atuar na profissão legalmente nas praias cariocas. Já existiriam cerca de mil e duzentos vendedores regularizados, segundo o secretário de Ordem Pública, Alex Costa.

Para a Prefeitura, os vendedores já seriam “personagens marcantes e tradicionais que se tornaram referência na paisagem cultural das praias cariocas e, por isso, serão considerados bem imaterial da cidade”.

Com o novo decreto municipal, que será publicado no Diário Oficial de amanhã (5), esses ambulantes passam a integrar uma lista que já seria ocupada por baianas do acarajé, bate-bolas e bares tradicionais.

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics