quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Morre o arquiteto Oscar Niemeyer

Informação atualizada em 06/12/2012, às 7h38

Wikipédia já atualizou a biografia do arquiteto em quatro idiomas pelo menos

Imagem: Wikipédia / Reprodução /
Creative Commons

Morreu, na noite desta quarta-feira (5/12), o arquiteto carioca Oscar Niemeyer (foto 1), de 104 anos. Ele estava internado desde o último dia 2 de novembro, no Hospital Samaritano, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro, diagnosticado inicialmente por desidratação.

Seu estado de saúde tinha piorado esta semana, devido a uma infecção respiratória. Durante o tempo que ficou no hospital, chegou a ser submetido à fisioterapia respiratória e a tratamento de hemodiálise, de acordo com o G1.

Ele já tinha sido internado no último dia 13 de outubro, onde ficou por duas semanas, tendo retornado então, no mês seguinte.

Durante os últimos anos, ficou hospitalizado por várias vezes, por problemas de saúde.

Niemeyer faria 105 anos no próximo dia 15 de dezembro. Seu falecimento já foi até atualizado rapidamente na biografia que possui no site Wikipédia (foto 2) – nas versões em português, espanhol, inglês e italiano, pelo menos – em mais ou menos meia hora depois que a imprensa começou há divulgar o acontecido.

Imagem: Wikipedia / Reprodução



Velório e luto

O velório do arquiteto será realizado no Palácio do Planalto, em Brasília, a convite da presidenta Dilma Rousseff aos familiares, nessa quinta-feira (6). Em nota, disse que era dia de chorar sua morte e de saudar sua vida. No Rio de Janeiro, tanto o governador Sérgio Cabral quanto o prefeito Eduardo Paes decretaram luto oficial de três dias. “Um dos maiores gênios que o Brasil deu ao mundo, Oscar Niemeyer foi mais do que um arquiteto brilhante e inovador que desafiou a lógica e contorceu as formas para criar verdadeiras obras de arte. Ele construiu marcos e deixou a sua marca na paisagem e na história de nosso país. Carioca, ele tinha com o Rio de Janeiro uma relação especial - Niemeyer deu à Cidade Maravilhosa o templo da folia, onde a maior de todas as festas acontece. Como prefeito do Rio, apaixonado por Carnaval e admirador do trabalho de Niemeyer, sinto-me honrado por a cidade ter concluído o projeto original do Sambódromo e, com isso, ter podido realizar o que o próprio mestre chamou de um sonho antigo. O Brasil e o mundo perderam hoje um homem que dedicou toda a sua vida a produzir beleza. Mas o que ele criou ficará entre nós como a lembrança de um grande carioca que fez a diferença”, disse o líder municipal.

O corpo retornará no mesmo dia para a capital carioca, para uma cerimônia particular no Palácio da Cidade, em Botafogo, sede da Prefeitura. Na manhã do dia seguinte (7), o local deverá ser aberto ao público. E o enterro ocorrerá na próxima sexta-feira, no Cemitério São João Batista, no mesmo bairro, de acordo com a Folha de São Paulo.

Na arquitetura

Oscar Niemeyer foi um dos grandes nomes da arquitetura nacional, ao realizar projetos, tais como: em 1980, o Memorial JK, em Brasília; em 1983, a Passarela do Samba, no sambódromo do Rio de Janeiro; em 1991, o Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Niterói (foto 3), município fluminense; em 2003, o Centro Administrativo de Minas Gerais, sede do governo mineiro, durante a gestão de Aécio Neves; em 2004, a sede brasileira da Hidrelétrica de Itaipu.

Imagem: Wikipedia / Reprodução / 
Creative Commons

MAC, em Niterói/RJ
Entre tantos trabalhos realizados, é fundamental citar Brasília: projetou o Palácio do Alvorada, o Palácio do Supremo Tribunal Federal,  o Congresso Nacional, entre outros prédios públicos, principalmente no final da década de 50, para que se tornasse a capital federal, em vez do Rio de Janeiro, como foi até abril de 1960.

Também era reconhecido internacionalmente por trabalhos como: em 1947, foi convidado para o projeto de elaboração da sede das Nações Unidas, em Nova Iorque (EUA); em 1969, projetou a Universidade de Constantine, na Argélia; em 2003, o pavilhão da Galeria Serpentine, em Londres, no Reino Unido; em 2005, a sede paraguaia da Hidroelétrica de Itaipu; em 2006, o Centro Cultural Principado das Astúrias, em Avilés, na Espanha; em 2007, o Centro Cultural de Valparaíso, no Chile, que compreende um teatro e um museu; em 2008, o Puerto de la Música, um teatro localizado em Rosário, Argentina; etc.

Repercussão da morte

A morte de Niemeyer está repercutindo bastante nas redes sociais e no exterior. No Reino Unido, por exemplo, o canal BBC o classificou como o “arquiteto da audácia”, e destacou sua paixão pelo trabalho e pelas curvas em suas obras; enquanto o “The Guardian”, disse que ele teria “dado forma e visão futurística ao século XX”.

Já o canal CNN espanhol se referiu a ele como “um dos patriarcas da arquitetura modernista brasileira”.

Na Espanha, o portal “Cadena Ser”, do mesmo grupo do jornal “El País”, o titulou como o “revolucionário da Arquitetura”. Para outro diário da mesma nação, o “El Mundo, Niemeyer” seria o “último símbolo do século XX”. O “ABC” disse que o brasileiro “talvez tenha sido o único homem que pôde inventar uma cidade inteira num papel e pôde vê-las de pé quatro anos depois”, uma referência aos projetos desenvolvidos em Brasília, tais como: o Palácio do Planalto, o Palácio da Alvorada, o Congresso Nacional, entre outros prédios públicos. O canal de TV “RTVES” deu destaque à nota de pesar da presidenta Dilma Rousseff e os três dias de luto decretados pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

No Equador, o “Ecuavisa” disse que morreu o “criador da arquitetura de Brasília”. O argentino “Clarín” afirmou que faleceu “um dos mais emblemáticos expoentes da arquitetura moderna latino-americana do século XX”.

Em Cuba, por exemplo, o site “Cuba Debate”, do governo daquele país, mencionou que o arquiteto seria “um grande amigo” dos cubanos.

Leia também:

Oscar Niemeyer recebe o título de Cidadão Ilustre Post Mortem do Mercosul

Para Unesco, Oscar Niemeyer merece o título de “artista universal”

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics