quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

O Rio de Janeiro poderá ter sua primeira santa: “Odetinha”

Imagem: Arquidiocese do Rio / 
Reprodução
Os cariocas poderão ganhar em breve uma santa nascida na cidade: “Odetinha” (foto), apelido de Odette Vidal de Oliveira, uma menina que morreu aos nove anos de febre tifóide. O processo para a canonização começará oficialmente no próximo dia 18 de janeiro, num tribunal diocesano que será inaugurado às 11h da manhã daquele mesmo dia pelo arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta.

E ao meio-dia do dia 18, será realizada uma missa de abertura ao processo canônico, na Paróquia Nossa Senhora da Glória, localizada no Largo do Machado, s/n, no bairro de Laranjeiras.

O processo para a possível beatificação foi aprovado em outubro passado pela Congregação para a Causa dos Santos. A partir do tribunal que será instaurado, peritos irão analisar os supostos milagres da jovem católica, que teria feito a primeira comunhão aos sete anos de idade.

Enquanto era vivia, ela costumava a distribuir comida aos pobres nos fins de semana, realizando trabalhos de caridade.

Até hoje, o túmulo – que está na quadra 06, n° 850, no Cemitério São João Batista, em Botafogo – é visitado por peregrinos em busca de milagres. “Odetinha” nasceu no dia 15 de setembro de 1930 e morreu em 25 de novembro de 1939.

Ainda de acordo com a Arquidiocese do Rio, durante os 49 dias que antecederam à morte, mesmo gravemente doente, a menina jamais teria perdido a fé em Deus. “Eu vos ofereço, ó meu Jesus, todos os meus sofrimentos pelas missões e pelas crianças pobres (Cf. Ef. 5, 1-2)”, dizia Odette.

Para quem é católico e acredita, segue, abaixo, a oração da jovem:

Ó querido Jesus, que escolhestes as criancinhas, curando-as e as abençoando, demonstrando particular predileção por elas, que Vos louvam com um louvor perfeito e revelando, assim, o Reino de Deus aos menos favorecidos da sociedade, aos simples e aos humildes.

Olhai com carinho nosso pedido, pelos méritos infinitos de Vosso Santíssimo Coração e do Coração Imaculado da Santíssima Virgem que, se for para a Vossa maior Glória e bem de nossas almas, Vos digneis glorificar, diante de toda a Igreja, a menina Odete Vidal de Oliveira (Odetinha), lírio de pureza e caridade da Igreja Particular de São Sebastião do Rio de Janeiro e exemplo de vida para o povo de Deus.

Unidos em Comunhão eucarística e guiados pela doçura do Espírito Santo, concedei-nos, por sua intercessão, a graça que Vos pedimos. Amém.

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Você já recebeu algum milagre de “Odetinha”??? Então, conte pra gente!!! Deixe seu comentário ou envie um e-mail para: leiturasubjetiva@gmail.com.

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics