quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Para Cristina Kirchner, suposta foto de Hugo Chávez internado é “canalhice”

Jornal espanhol “El País” atribuiu foto falsa ao líder venezuelano; após descoberta, matéria é retirada do site e a versão impressa, corrigida; fato está sendo alvo de críticas por simpatizantes e governo chavista.

Imagem: You Tube / Reprodução /
Adaptação: LEITURA SUBJETIVA
A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, classificou como “canalhice” a imagem (foto) publicada na capa do periódico espanhol “El País”, que supostamente seria a de seu homólogo venezuelano, Hugo Chávez, internado em Cuba. “Vou tomar café da manhã. Como todas as manhãs na mesa pilhas de diários argentinos e também o exemplar do diário espanhol ‘El País’”; “No portal de ‘El País’ vi uma foto. Me corrijo, isso não é uma foto. É uma canalhice”; “Como será ele/ela que armou a foto? Terá filhos? Caminhará pelas ruas de Madrid junto a homens e mulheres normais?”; “Quem foi o editor que autorizou a publicação? Falará de liberdade de imprensa?”; Escreverá editoriais sobre ética, moral e bons costumes e apontará o dedo para sua próxima vítima?”; “Imprensa canalha. Não me vem à mente outro adjetivo. É igual em todas as partes: ‘El País’ em Madrid...”, escreveu em seu perfil no Twitter, nesta quinta-feira (24/1). Mas, as críticas não se resumiram ao jornal europeu, estendendo-se ao inglês “The Sun” e ao argentino “Clarín”, com quem está travando uma guerra na justiça para retirar várias licenças de suas emissoras, em cumprimento à nova lei de audiovisual.

Na última madrugada (24), o “El País” publicou uma notícia em seu site com uma foto, dizendo tratar-se do líder sul-americano. No entanto, a mesma era falsa, conforme noticiado por LEITURA SUBJETIVA, pois seria de um homem que padecia de gigantismo, uma doença hormonal que provoca o crescimento exagerado. E o post foi retirado do ar. Inclusive, era matéria de capa da versão impressa, que teve de ser corrigida. O periódico se desculpou pelo engano e afirmou ter paralisado a produção.

A publicação também foi alvo de críticas do ministro de Informação venezuelano, Ernesto Villegas, que a tachou de sensacionalista: “El País tem um maravilhoso Manual de Estilo [de redação], que omite sistematicamente para atacar a Venezuela”; “Crise do capitalismo não é só econômica. Também corrói à imprensa ‘independente’, que faz tempo aboliu limites para atacar a Chávez”; “Publicaria El País uma foto semelhante de algum líder europeu? De seu diretor? Sensacionalismo válido se a vítima for um revolucionário sulaca (sul-americano)”.

Em nota, a Embaixada da Venezuela na Espanha acusou o jornal de supostamente estar fazendo campanha contra o governante caraquenho, e que mesmo não seguiu seu próprio manual de jornalismo. E ainda atribuiu ao ex-embaixador do Panamá ante à Organização dos Estados Americanos (OEA), Guillemo Cochez, a culpa pela suposta foto, que faz parte de um vídeo postado no You Tube. Cochez foi destituído recentemente do cargo, após fazer críticas à situação política da nação sul-americana pela ausência e falta de informações sobre a saúde de Hugo Chávez.

Leia também:

Diário espanhol “El País” admite erro por publicar suposta foto de Hugo Chávez e conta em detalhes como a adquiriu

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics