sábado, 26 de janeiro de 2013

Pastor Silas Malafaia vai processar Forbes por divulgar suposto patrimônio, diz jornal

De acordo com revista americana, ele seria o 3° pastor mais rico do Brasil.

Imagem: Wikipedia / Reprodução /
Creative Commons


O pastor Silas Malafaia (foto), da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, pretende processar a revista estadunidense “Forbes”, por ter divulgado recentemente que ele possuía um suposto patrimônio de 150 milhões de dólares (cerca de R$ 306 milhões), segundo a colunista Mônica Bérgamo, da Folha de São Paulo.

“Vou ferrar eles”; “Vivo de renda voluntária. Eles me prejudicaram. [O fiel] vê aquilo e pensa: ‘ih, não vou [dar o dízimo], tá me roubando’”, expressou o religioso.

Malafaia teria dito que, sua fortuna seria de aproximadamente R$ 6 milhões. No total são nove imóveis: uma casa na zona oeste adquirida por R$ 800 mil, e que atualmente estaria valendo uns R$ 2,5 milhões, além de três apartamentos de R$ 400 mil para cada um dos filhos, quatro apartamentos adquiridos na planta por R$ 450 mil e outro na Flórida (EUA), por R$ 500 mil.

Ainda, de acordo com o portal “Verdade Gospel”, o líder religioso teria considerado uma “safadeza” a publicação da revista norte-americana, na qual o classificou como o terceiro pastor mais rico do Brasil, ficando atrás apenas de Edir Macedo (da Igreja Universal do Reino de Deus) e de Valdemiro Santiago (da Igreja Mundial do Poder de Deus).

“Existe um jogo muito bem organizado para denegrir pastores evangélicos a fim de que a sociedade tenha uma ideia de que pastor é um malandro usurpando dinheiro de imbecis e idiotas a fim de se locupletar”, argumentou.

A “Forbes” se diz valer de dados do Ministério Público, da Polícia Federal e de grandes meios de comunicação brasileiros para a publicação.

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics