segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Santa Maria: quatro pessoas são presas devido ao incêndio na boate Kiss

Informação atualizada em 29/01/2013, à 01h26

Mortos começam a ser enterrados nesta segunda-feira (28); Ministério da Saúde solicita reforço a hospitais do país e da América Latina para aumentar o estoque de pele humana.
Imagem: Polícia Civil RS / Divulgação
No interior da boate
Quatro pessoas foram presas temporariamente por cinco dias, nesta segunda-feira (28/1), por causa da morte de mais de 230 pessoas no incêndio ocorrido na boate Kiss, na madrugada do último domingo (27), em Santa Maria (RS). São elas: o dono do local, Elissandro, o sócio Mauro Hoffmann – que se entregou pela tarde –, e dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira, de acordo com o “G1”. Todas as detenções tiveram parecer favorável do Ministério Público daquele estado (MP-RS).

“Trata-se de uma tragédia sem precedentes na história do Rio Grande do Sul. O Ministério Público estará mobilizado em Santa Maria para, em um primeiro momento, prestar toda solidariedade à comunidade santa-mariense e, também, apurar as eventuais responsabilidades pelos fatos ocorridos”, declarou o Procurador-Geral de Justiça, Eduardo de Lima Veiga.

A maioria das vítimas teria morrido asfixiada ao tentar fugir do incêndio, que teria acontecido durante um show pirotécnico do grupo musical citado. Ontem, LEITURA SUBJETIVA havia informado que o número de mortos seria de 233, no entanto, a contagem teria sido ratificada pelas autoridades gaúchas, que disseram ser de 231. Enquanto que, de 92 feridos, também comentado por este site, a cifra chegaria a mais de 100, segundo dados da Brigada Militar. As vítimas começaram a ser enterradas na manhã de hoje (28).

Estima-se que houvesse mais de mil pessoas dentro da boate. Essa informação está sendo investigada pela polícia.

Ao que parece, a discoteca tinha um alvará de funcionamento que não era mais válido e estaria em processo de renovação desde o final do ano passado, publicou a “Agência Brasil”.

Desde a tarde de ontem (27), o site da boate está fora do ar. Um suposto comunicado (foto 2) com a logomarca da mesma foi divulgado em um perfil no Facebook. Contudo, o excesso de erros de português deixa em dúvida se seria realmente da administração.

Logística e ajuda

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, permanece no município afetado. E informou já ter solicitado ajuda a hospitais brasileiros e estrangeiros, para que pudesse aumentar o estoque de pele humana, para ser usada em queimados. Aqui no país, existem três bancos desse tipo: em Pernambuco, São Paulo e no próprio Rio Grande do Sul. Já no exterior: Argentina, Peru e Uruguai, por exemplo.

A Força Nacional do SUS foi deslocada para Santa Maria. Pelo menos 64 leitos de UTI e 36 leitos de semi-UTIs teriam sido abertos em hospitais da rede pública e privada.

Os feridos mais graves de queimaduras foram levados para o Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre pela Aeronáutica, que também transportou do Hospital da Força Aérea (FAB), do Rio de Janeiro, equipe de saúde composta por cirurgião plástico especializado em queimados, cirurgião geral, enfermeiros, além de suprimentos médicos.

A Aeronáutica também enviou de seu hospital em Canoas, no Rio Grande do Sul, outra equipe composta por médicos, enfermeiros e psicólogos, para que pudessem dar apoio aos legistas em Santa Maria.

Já agora há pouco, a FAB informou ter enviado mais equipamentos, desta vez para o Hospital Conceição, na capital gaúcha. O objetivo seria aumentar o número de leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ao emprestar para o governo do Estado 15 monitores de sinais de vida, 10 respiradores e 10 sistemas duplos com monitor e respirador.

Pelo menos 300 pessoas teriam comparecido ao Hemocentro do estado, para doarem sangue. Devido ao elevado número, a coleta foi suspensa e será feita nos próximos dias. Os novos estoques poderão ser utilizados durante o carnaval, período que ocorre bastante acidentes.

Imagem: Wilson Dias - Agência Brasil /
/ Creative Commons
Parentes a cavalo enterrando vítimas
A Defesa Civil do estado está monitorando as doações. Estão sendo solicitados: água, papel higiênico, álcool em gel, máscaras, luvas e medicamentos. Pelo menos seis toneladas de material hospitalar de donativos já foram direcionados aos hospitais da região. Quem quiser colaborar, pode se dirigir ao posto da Defesa Civil, na Rua Borges de Medeiros, 1.501, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), ou ao Centro Desportivo Municipal de Santa Maria, na Rua Appel, 795. Neste local estão concentradas os familiares das vítimas.

As autoridades também disponibilizaram telefones de ajuda humanitária:

Abrigo aos familiares das vítimas: (55) 9979-2539; 

Trabalho voluntário de profissionais da saúde: (55) 9155-2087;

Doações de água, luvas, máscaras e medicamentos: (55) 9155-2087;

Cadastro de Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem: (51) 3378-5511 e presidente@portalcoren-rs.gov.br.

Repercussão

O papa Bento XVI divulgou mensagem de pesar pelas vítimas. Governos de países como Colômbia, México, Uruguai, Reino Unido, entre outros, também lamentaram a tragédia, além do secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, e do secretário da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza. Este enviou condolências através do chanceler brasileiro, Antonio Patriota, quem está participando da reunião da Cúpula de Estados Latino-Americanos e Caribenhos com a União Européia (Celac-EU), em Santiago, no Chile.

Imagem: Wilson Dias - Agência Brasil /
Reprodução / Creative Commons
A imprensa internacional também deu bastante ênfase em seus noticiários sobre a tragédia, inclusive questionando a segurança de boates e a fiscalização por parte das autoridades. Já o diário uruguaio “El Observador”, que pôs em sua capa uma foto da presidenta Dilma Rousseff consolando as famílias das vítimas, optou por comparar as atitudes do governo brasileiro e argentino na questão de tragédias. A mandatária, por exemplo, teria agido bem ao deixar a Celac-EU para prestar solidariedade, enquanto que, no país vizinho, quando houve um incêndio em uma discoteca em 2004 que resultou na morte de 194 pessoas, Nestor Kirchner teria se mantido em Calafate, onde descansava com a esposa, Cristina Kirchner. Esta, por sua vez, também não teria prestado solidariedade às vítimas daquele acidente de trem, que matou 51 passageiros, em fevereiro de 2012.

MP vai analisar legislações de casas noturnas

O MP-RS disse que criará um grupo de trabalho para analisar as legislações de casas noturnas a nível nacional e estadual, além dos ambientes em aglomeração.

Caminhada

Uma caminhada com missa foi marcada para às 22h desta segunda-feira (28), em homenagem às vítimas, na Praça Saldanha Marinho.

Leia também:

O Brasil é que nem “mulher de malando, só aprende apanhando”

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics