sábado, 23 de fevereiro de 2013

União Europeia se nega a negociar com Mercosul sem Paraguai, diz jornal

Para o bloco do Velho Continente, a nação sul-americana continua como membro regional; Brasil e Argentina estariam criando dificuldades para o reingresso ao grupo.

O embaixador da Alemanha Claude Robert Ellner afirmou que a União Europeia (UE) não negociaria com o Mercado Comum do Sul (Mercosul) sem a inclusão do Paraguai ao bloco, neste sábado (23/2). A afirmação teria o apoio de seu homólogo francês, Olivier Poupard, publicou o diário guarani “ABC”.

Para o representante alemão, Assunção nunca deixou de ser membro pleno do bloco subcontinental. E acrescentou que o Brasil e a Argentina supostamente estariam criando empecilhos para que o Paraguai reintegrasse ao grupo. À diferença estaria o vizinho Uruguai, que seria a favor de um diálogo entre as partes.

A nação guarani foi suspensa do Mercosul, logo após o Parlamento destituir o então presidente Fernando Lugo, em junho do ano passado. O mandatário foi substituído por seu vice, Frederico Franco, por causa de um conflito envolvendo fazendeiros e policiais, que resultou em mortes. Para os demais países, houve um suposto golpe de estado, pelo fato de o governante não ter tido tempo suficiente para se defender. Com a saída do Paraguai, não havia mais obstáculos para que a Venezuela se tornasse membro, já que só faltava a aprovação pelo Congresso paraguaio, sendo então aceita.

Em abril próximo, os paraguaios irão às urnas eleger novos governantes com uma missão de observação da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Reações:

0 Leitor(es) opinou(aram) :

Postar um comentário

Seu comentário será publicado, logo que aprovado, conforme Política de Uso do site.

O LEITURA SUBJETIVA agradece o seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Web Statistics